logo-sustentabilidade-comandatuba

Sustentabilidade em Comandatuba

O Transamerica Comandatuba é um Resort localizado em UNA, no sul da Bahia, construído em 1989 na Ilha de Comandatuba – um cenário de natureza exuberante de Mata Atlântica e 21 km de praias exclusivas, o Resort nasceu com a proposta de aliar responsabilidade socioambiental e experiências únicas aos hóspedes, sendo que a preocupação com o meio ambiente vem desde a concepção e construção do Resort, quando se pensou na preservação de coqueirais, dunas e manguezais, sendo os dois últimos, ecossistemas característicos da Ilha de Comandatuba.

A fauna local é caracterizada por uma grande variedade de animais, entre eles espécies ameaçadas de extinção como as tartarugas marinhas que vem até a ilha durante o verão para desova, o caranguejo Guaiamum e Caranguejo-uçá que habitam os manguezais da ilha e ali se reproduzem. Outra espécie local e ameaçada de extinção é o mico leão baiano, espécie bandeira na área continental do município de Una, sendo esse local de grande biodiversidade referência para a atuação do Resort na conservação e preservação desses ambientes.

Do ponto de vista social, o Resort é o principal empregador da região, responsável por mais de 90% de contratação de mão de obra local, contribuindo de forma significativa para geração de renda e desenvolvimento das comunidades ao redor do Resort.

A ilha de Comandatuba está localizada no bioma da Mata Atlântica e apresenta dois ecossistemas de referência importantes: a restinga litorânea e os manguezais na face oeste da ilha. Ambos esses ecossistemas são classificados como áreas de preservação permanente (APP), o que significa que são protegidos por lei devido à sua relevância ambiental.

Adicionalmente, uma parcela da ilha de Comandatuba integra a Reserva Extrativista Marinha de Canavieiras, da qual o Transamerica Resort Comandatuba é vizinho. Esta reserva, classificada como Unidade de Conservação Federal, tem como objetivo viabilizar o uso direto dos recursos naturais por comunidades tradicionais que dependem dos ecossistemas estuarinos locais para sua subsistência. É importante salientar que o Transamerica Resort Comandatuba não está situado na área da Reserva Extrativista Marinha de Canavieiras (Resex), operando de forma independente.

O Transamerica Resort Comandatuba respeita e apoia a gestão adequada dessas áreas protegidas, contribuindo para a preservação da biodiversidade, a manutenção dos serviços ecossistêmicos e a qualidade de vida das comunidades tradicionais envolvidas.

ODS da ONU

A Agenda 2030 é um plano de ação que visa equilibrar a prosperidade humana com a proteção do planeta, tendo como base 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e 169 metas que protegem o planeta contra a mudança climática, combatem a pobreza e a desigualdade social, e tornam o mundo seguro e justo para todos.

Transamerica Resort Comandatuba está comprometido a contribuir com a Agenda 2030, atuando em 4 ODS prioritários, conforme abaixo:

Para conhecer todos os 17 ODS e as 169 metas, visite o site da Nações Unidas Brasil: https://brasil.un.org/pt-br/sdgs

Nossas Iniciativas Socioambientais

Previous
Next

Ecoturismo no manguezal

A conservação e pesquisa do manguezal são promovidas por meio de atividades de ecoturismo e educação ambiental. Para preservar especificamente o Caranguejo-Uçá, uma espécie essencial na reciclagem das folhas do manguezal e na subsistência das comunidades locais, realizamos ações na passarela do manguezal, localizada nas dependências do hotel. Além disso, divulgamos campanhas de conscientização ambiental para desencorajar a captura do Caranguejo-Uçá e do Guaiamum durante seus períodos de defeso, contribuindo assim para a conservação dessas espécies e para a sustentabilidade das comunidades locais que dependem desses recursos.

Preservação de ninhos de tartarugas marinhas

O projeto de conservação e pesquisa das tartarugas marinhas, se iniciou através de um trabalho de conscientização das comunidades praianas em 1995. Hoje, durante o período de desova, entre outubro e abril, biólogos registram e protegem aproximadamente 80 ninhos de tartarugas marinhas na praia de Comandatuba, em uma ação totalmente integrada com a população local.

Artesanato ecológico

Para evitar a queima do acúmulo de folhas e cascas saídos dos sítios produtores de coco, realizamos atividades para reaproveitar as fibras naturais. Com os resultados, contribuímos com a produção de peças, algumas delas exclusivas, que são expostas e vendidas no espaço de artesanato do Transamerica Comandatuba.

Caminhada ecológica

A fim de promover a sustentabilidade e preservação da ilha de Comandatuba e seu entorno, realizamos periodicamente caminhadas ecológicas de limpeza da praia. Ao longo dos 21 km de extensão da faixa de areia, cerca de 98% dos resíduos encontrados têm origem no mar. Durante a atividade, são recolhidos diversos materiais, incluindo redes de pesca, garrafas PET, pneus, isopores, vidros e outros resíduos.

Até o momento, mais de 250 kg de resíduos recicláveis foram recolhidos e destinados adequadamente. Essa ação é essencial para mitigar o impacto negativo desses materiais no meio ambiente e na vida marinha, além de contribuir para a conservação dos recursos naturais da região.

A caminhada ecológica de limpeza da praia não apenas remove os resíduos, mas também conscientiza colaboradores, comunidade local e os hóspedes sobre a importância de descartar corretamente o lixo e evitar a poluição das praias e do mar. Essas iniciativas promovem a mudança de comportamento e incentivam práticas sustentáveis.

Através do engajamento coletivo, é possível preservar a beleza natural da ilha de Comandatuba e garantir a proteção da biodiversidade local. A caminhada ecológica é um exemplo concreto do compromisso com a sustentabilidade e demonstra que pequenas ações individuais podem ter um impacto significativo na preservação do meio ambiente.

Adote uma árvore

Desde 1999, toda semana uma muda de árvore nativa é plantada com o público adulto e infantil para recuperação e enriquecimento da flora local e conscientização da importância dessa atividade. A predileção por árvores frutíferas tem atraído uma rica fauna no local de plantio, contribuindo para a biodiversidade local. A atividade é acompanhada por um Biólogo e o plantio é registrado para posterior acompanhamento do desenvolvimento das árvores.

Observação de Aves

O Sul da Bahia possui uma das maiores biodiversidade de espécies de aves silvestres do país. Mais de setenta espécies de aves já foram registradas na Ilha de Comandatuba, entre elas o sabiá-da-praia, periquito-testa, cardeal-do-nordeste e, a saída a campo para observá-las acompanhados por um biólogo local é uma excelente opção para conhecer um pouco dessa rica variedade local.

Usina de Compostagem

A Usina de Compostagem do Resort é modelo na região e vem produzindo adubo orgânico desde sua implantação em 2002. Responsável pela fertilização de toda a área do paisagismo, incluindo gramados, canteiros, campo de Golf e campos de futebol, os resultados obtidos têm sido excelentes:

  • Diminuição significativa na quantidade de resíduos descartados no meio ambiente;

  • Comprovação da boa qualidade do composto produzido através de análises realizadas;

  • Melhoria da qualidade do paisagismo do empreendimento através do enriquecimento do solo;

  • Utilização do composto produzido para adubação da área onde é realizado o programa ambiental denominado “Adote uma árvore” coordenado por Biólogo;

  • Realização de atividades de Educação Ambiental sob coordenação de um biólogo, para atendimento ao público hospedado no hotel e atendimento às instituições de ensino da região como escolas e universidades

Crédito da Imagem: Freepik

Plásticos eliminados

  • Saco plástico de Roupões nas acomodações;
  • Saco plástico de Chinelos nas acomodações;
  • Saco plástico de lavadeira nas acomodações;
  • Embalagem plástica de retorno da lavanderia;
  • Embalagem plástica de Amenities de uso único nas acomodações;
  • Saco plástico de Cobertores nas acomodações;
  • Luvas plásticas nos buffets;
  • Colher pequena de chá nos restaurantes;
  • Colher pequena de café nos restaurantes;
  • Copo plástico do sorvete.

Linha do Tempo das Iniciativas

  • 1995

    Início do projeto de proteção dos ninhos de tartarugas marinhas:

    + 800 ninhos registrados e monitorados

  • 1999

    Adote uma árvore:

    + de 1 mil árvores de 50 espécies já foram plantadas.

  • 1999

    Ecoturismo no manguezal:

    + de 1 mil visitas guiadas por um biólogo.

  • 2000

    Observação de aves:

    + 70 espécies já foram catalogadas.

  • 2002

    Usina de compostagem:

    + 12 toneladas de adubo orgânico são produzidos mensalmente.

  • 2022

    Parceria CI Brasil e Aliança Futuri:

    Assinatura da parceria com a Conservação Internacional (CI Brasil) / Aliança Futuri.

  • 2023

    Caminhada ecológica:

    + de 250 kg de lixo recolhidos e descartados adequadamente.

  • 1995

    Início do projeto de proteção dos ninhos de tartarugas marinhas:

    + 800 ninhos registrados e monitorados

  • 1999

    Adote uma árvore:

    + de 1 mil árvores de 50 espécies já foram plantadas.

  • 1999

    Ecoturismo no manguezal:

    + de 1 mil visitas guiadas por um biólogo.

  • 2000

    Observação de aves:

    + 70 espécies já foram catalogadas.

  • 2002

    Usina de compostagem:

    + 12 toneladas de adubo orgânico são produzidos mensalmente.

  • 2022

    Parceria CI Brasil e Aliança Futuri:

    Assinatura da parceria com a Conservação Internacional (CI Brasil) / Aliança Futuri.

  • 2023

    Caminhada ecológica:

    + de 250 kg de lixo recolhidos e descartados adequadamente.

Parceria com a Conservação Internacional

Arquivo/Conservação Internacional

Sobre a Conservação Internacional (CI-Brasil)

As pessoas precisam da natureza – e desde 1990, a Conservação Internacional trabalha para protegê-la. A CI-Brasil utiliza ciência, políticas e parcerias para conservar ecossistemas críticos que fornecem alimentos e água, sustentam economias e regulam o clima. Cuida da natureza para o bem-estar humano. Os seus projetos são desenvolvidos na Amazônia, no Cerrado, na Mata Atlântica e na região de Abrolhos Terra e Mar.

Com uma equipe multidisciplinar – especialistas em diversas áreas, como biologia, geografia, engenharia florestal, economia, povos indígenas, oceanografia, entre outras – a CI-Brasil trabalha todos os dias para demonstrar que as pessoas precisam da natureza para prosperar e que ela é parte importante da solução para nossos desafios globais.

A CI-Brasil tem por objetivo incentivar e apoiar a conservação do meio ambiente e de atividades de desenvolvimento sustentável, promover a educação ambiental, o bem-estar humano, a assistência social e a cultura.

Sobre a Parceria

O Transamerica Resort Comandatuba e a Conservação Internacional (CI-Brasil) formalizaram um acordo de cooperação técnica para atuação conjunta no projeto Turismo + Sustentável.

A parceria envolve um plano de ações estabelecido para cinco anos com o objetivo de desenvolver e implementar uma estratégia de sustentabilidade a partir da geração de oportunidades de trabalho, do fortalecimento de negócios locais e do estímulo de práticas de apoio à conservação da natureza e que promovam maior geração e distribuição de renda para as comunidades, em especial as que vivem na Reserva Extrativista de Canavieiras, nos municípios de Belmonte, Canavieiras e Una, onde o resort está localizado.

Programa de Melhores Práticas

Implementar ações constantes que proporcionem uma atuação cada vez mais sustentável e regenerativa por parte do Transamerica Resort Comandatuba, reduzindo os impactos negativos da sua operação e aumentando os impactos positivos que podem ser gerados para a natureza e para as comunidades do entorno, usando referências oferecidas pela Futuri como o manual e a autoavaliação de práticas mais sustentáveis no turismo.

Arquivo/Conservação Internacional
Arquivo/Conservação Internacional

Sobre o Turismo + Sustentável

A natureza e as pessoas podem prosperar juntas

A região dos Abrolhos, no extremo Sul da Bahia, é um dos locais onde podemos mostrar que isso é possível. As áreas protegidas da região resguardam a riqueza cultural e uma biodiversidade única na terra e no mar que favorecem o desenvolvimento do turismo sustentável.

A Conservação Internacional atua há mais de 20 anos no território e, há 6 anos, de maneira mais intensa conectando turismo sustentável e áreas protegidas. O turismo sustentável e regenerativo é importante para o desenvolvimento econômico, social, cultural, histórico e ambiental e tem potencial para unir e disseminar práticas e produtos sustentáveis, bem como fortalecer a natureza e as pessoas desse território.

Unindo aprendizados e as relações de parceria que foram construídas no território, a CI-Brasil desenvolveu o programa Turismo + Sustentável para mobilizar, integrar e qualificar o setor do turismo, inovar nas oportunidades de geração de renda e tornar as potenciais iniciativas mais sustentáveis.

Sobre o território Abrolhos Terra e Mar

O território Abrolhos Terra e Mar compreende a região marinha dos bancos de Abrolhos e Royal Charlote, e a porção terrestre entre a foz do Rio Doce e a foz do Rio Jequitinhonha, com foco nas micro bacias hidrográficas. Esta região compreende um complexo de ecossistemas marinhos e costeiros integrados, uma biodiversidade única e uma rica tradição cultural. O território abrange a área mais biodiversa do Atlântico Sul em uma área de 893 mil km2 (3 vezes o tamanho da Itália). Adjacente a ele, há uma importante cadeia de montanhas marinhas que liga as ilhas oceânicas de Trindade e Martin Vaz, a cerca de 800 km da costa.

Além de abrigar os maiores e mais diversos recifes de corais do Brasil, a região possui o maior banco de algas calcárias conhecido no mundo e é a principal área de reprodução de baleias jubarte do Brasil.

Em terra estão os maiores remanescentes de Mata Atlântica do Nordeste do país, bem como importantes ecossistemas de manguezais ligando terra e mar. Grande parte desta riqueza está dentro dos limites de 34 áreas protegidas (480 mil km2 – quase do tamanho da Espanha).

Todas essas características criam um grande potencial para o uso sustentável desta biodiversidade, valorizando este patrimônio para as perspectivas ambiental, social e econômica.

Muitas pessoas da costa se engajam em meios de subsistência tradicionais e a região recebe muitos turistas nacionais durante as férias e centenas de turistas internacionais durante a temporada de observação de baleias. Apesar do potencial de geração de renda e bem-estar através da natureza, a região ainda sofre de impactos antropogênicos diretos e indiretos. A pesca excessiva, a pesca ilegal, o desmatamento, a mineração, o petróleo e o gás, a sedimentação e o corte ilegal de madeira são algumas das principais ameaças a Abrolhos.

SOBRE AS ÁREAS PROTEGIDAS DO TERRITÓRIO

RESERVAS EXTRATIVISTAS

ALGUMAS DAS PRINCIPAIS UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DA REGIÃO DOS ABROLHOS

RESEX CANAVIEIRAS

As Reservas Extrativistas tem por objetivo proteger os meios de vida e garantir a utilização e a conservação dos recursos naturais renováveis tradicionalmente utilizados pela população extrativista residente na área de sua abrangência.

 

A Reserva Extrativista de Canavieiras foi criada em junho de 2006, seus limites protegem uma das maiores áreas de manguezais e estuários da Bahia (9.559 hectares), ecossistema de elevada importância e essencial para a manutenção da vida marinha e terrestre. Estes manguezais encontram-se totalmente protegidos com criação da RESEX, mantendo seus serviços ambientas – como a pesca, a proteção da costa, a fixação de sedimentos e carbono – com alta eficiência.

 

A Resex reúne aproximadamente 2.100 famílias de extrativistas, pescadores artesanais e agricultores familiares, distribuídas em nove comunidades: Canavieiras (Sede), Oiticica, Puxim do Sul, Puxim de Fora, Barra Velha, Atalaia, Campinhos (no município de Canavieiras), Belmonte (sede do município de Belmonte) e Pedra de Una (no município de Una), e assegura o direito real de uso do território pelas comunidades, garante direitos sociais, dignidade, senso de pertencimento e qualidade de vida às pessoas, componentes fundamentais para o alcance da sustentabilidade.

 

Canavieiras é reconhecida nacionalmente pela avançada organização social e gestão participativa da Unidade de Conservação, sendo uma referência na conservação e uso sustentável se seus recursos pesqueiros em um território de 100.645,85 ha. Seu Conselho Deliberativo é atuante, sendo composto majoritariamente por representantes das populações tradicionais e seu Plano de Manejo está em fase avançada de elaboração.

 

Desde a criação da RESEX Canavieiras a produção do caranguejo-uçá (Ucides cordatus) – recurso pesqueiro símbolo de Canavieiras – tem crescido anualmente e a cidade voltou a ter fartura para um de seus principais eventos – o Festival Nacional do Caranguejo. Do mesmo modo, uma grande variedade de pescarias segue abundante na região, beneficiando a gastronomia regional, que é um grande atrativo turístico. As comunidades locais criaram também o Festival de Moquecas de Canavieiras, que oferece mais de 40 variedades de moquecas, tornando-se uma grande referência da gastronomia regional.

 

Uma das principais atividades econômicas do município Canavieiras é a pesca extrativa, realizada em sua maior parte na área da RESEX. Cerca de 9.000 pessoas dependem da atividade na RESEX, sendo aproximadamente 6.500 no município de Canavieiras – o equivalente a 20% da população do município, e outras 2400 pessoas nos municípios de Belmonte e Una. Essa atividade movimenta localmente cerca de R$ 29,2 milhões por ano, conforme os dados disponíveis (IBAMA 2006), o equivalente a 11% do PIB do município, mesmo considerando que uma boa parte da produção não era monitorada.

 

O turismo regional segue crescendo, tendo como um de seus principais atrativos os recursos naturais, como a beleza das praias e a gastronomia. A maior parte das pousadas do município está localizada na Ilha de Atalaia, que possui a praia mais famosa da região. A maior parte da ilha foi deixada fora dos limites da RESEX para beneficiar o desenvolvimento deste tipo de turismo, concentrando a atividade na área de sua maior vocação. Novas pousadas são inauguradas nesta ilha a cada ano, já que a mesma possui uma grande área para expansão destes estabelecimentos. Do mesmo modo, nas comunidades da RESEX o turismo de base comunitária tem crescido, sendo um complemento de renda para as famílias tradicionais, mas ainda necessitam apoio para se estruturar e se fortalecer.

RESEX CORUMBAU

A Reserva Extrativista Marinha do Corumbau (Resex Corumbau), criada em 21 de setembro de 2000, quando foram estabelecidas regras para uso dos recursos pesqueiros, para conservação das espécies, estabelecendo zonas marinhas protegidas e zonas de uso restrito.

Está situada no extremo sul do estado da Bahia, tendo como limite norte, a “Praia do Espelho”, município de Porto Seguro, e como limite sul a “Praia das Ostras”, no município de Prado. Está incluída nos destinos turísticos baianos “Costa do Descobrimento” e “Costa das Baleias”. Possui área aproximada de 90.000 ha, abarcando o cinturão marinho de oito milhas náuticas a partir da Linha de Preamar Média (LPM), numa extensão de cerca de 65 km de costa.

A população tradicional beneficiária da Resex é fortemente marcada pela descendência da etnia Pataxó, possuindo algumas aldeias entre as localidades que a compõem. A comunidade, que tem no extrativismo pesqueiro sua principal fonte de vida, é composta de cerca de 650 famílias e está distribuída por nove localidades assim chamadas: Curuípe, Nova Caraíva, Caraíva, Aldeias Indígenas de Barra Velha e Bujigão, em Porto Seguro, e Corumbau, Veleiro, Imbassuaba e Cumuruxatiba, em Prado.

RESEX CASSURUBÁ

Reserva Extrativista de Cassurubá, criada em 5 de junho de 2009, localizada entre os municípios de Caravelas, Nova Viçosa e Alcobaça possui uma área de 100.767,56 mil hectares que inclui ecossistemas oceânicos, marinho costeiro e área estuarina. Possui cerca de 30 comunidades (ou sítios ao longo do estuário) que estão incluídas dentro da RESEX com aprox. 300 famílias (de acordo com laudo para criação), e em seu entorno possui aprox. 800 famílias que dependem diretamente da utilização dos recursos naturais da RESEX. A UC possui Conselho Deliberativo e Acordo de pesca para a área marinha.

PARQUE NACIONAL DO PAU BRASIL

Uma das mais importantes unidades de conservação integral do sul da Bahia, o Parque Nacional do Pau Brasil foi criado em comemoração aos 500 anos do Brasil, no dia 20 de abril de 1999. Localizado no município de Porto Seguro, o parque possui cerca de 19 mil hectares de área protegida pela Mata Atlântica, com titulação reconhecida mundialmente. Inserido na Costa do Descobrimento, região em que os portugueses desembarcaram pela primeira vez na costa do Brasil em 1500, o local foi declarado Sítio do Patrimônio Mundial da Humanidade pela UNESCO, visto seu incontável valor tanto para o aspecto científico, quanto para o interesse mundial na preservação do ecossistema.

PARQUE NACIONAL E HISTÓRICO DO MONTE PASCOAL

O Parque Nacional e Histórico do Monte Pascoal está localizado no município de Porto Seguro, extremo Sul da Bahia, e próximo ao município de Itamaraju. Reconhecido por ser um dos destaques naturais do município de Porto Seguro, o Monte Pascoal é um lugar perfeito para se conectar com a natureza: nomeado como Parque Nacional e Histórico desde 1961, o local faz parte da história da colonização portuguesa no Brasil e se estende por 22.383 hectares com uma área natural diversa. Abrange as águas cristalinas da praia da Aldeia de Barra Velha, a Mata Atlântica, restinga, alagados e mangues, e ainda comporta vasta vegetação nacional (pau-brasil, jatobás, maçaranduba) e inúmeras espécies animais (gavião-de-penacho, preguiças, suçuarana).

PARQUE NACIONAL DO DESCOBRIMENTO

O Parque Nacional do Descobrimento é internacionalmente reconhecido pela UNESCO como parte do Sítio do Patrimônio Mundial Natural da Costa do Descobrimento, local considerado Reserva da Biosfera e Corredor Central da Mata Atlântica. Criado em 1999, abriga em seus 23 mil hectares trilhas de diversos níveis, e é um ponto focal da conservação da Mata Atlântica no extremo Sul da Bahia. O órgão gestor do parque é o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBIO.

PARQUE NACIONAL MARINHO DOS ABROLHOS

Primeiro parque do Brasil a receber o título de “Parque Nacional Marinho”, o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos é fundamental para o ecossistema brasileiro, já que abriga a maior biodiversidade marinha de todo o Oceano Atlântico Sul. A região era, anteriormente, uma área de pesca onde havia um antigo farol da marinha, mas devido ao grande número de naufrágios pelas dificuldade de navegação entre os corais no arquipélago, um grupo de pesquisadores, mergulhadores e ambientalistas se reuniu para reivindicar a criação do PARNA marinho, criado oficialmente em 1983 para proteger seus 87.943 hectares.

Turismo Responsável

Reproduzir vídeo
Reproduzir vídeo

Garantir o futuro do turismo em nosso destino depende de nós! E, por esse motivo, nos tornamos aliados da Futuri, uma aliança voluntária e colaborativa, formada por pessoas e instituições envolvidas direta ou indiretamente na gestão e operação do turismo no Extremo Sul da Bahia, e que juntos criaremos e executaremos ações por um turismo mais sustentável em nosso território.

A aliança está atuando nos municípios de Alcobaça, Belmonte, Canavieiras, Caravelas, Nova Viçosa, Porto Seguro, Prado, Santa Cruz Cabrália e Una, que juntos formam um dos principais pólos turísticos brasileiros, contemplando as regiões turísticas da Costa das Baleias, do Descobrimento e parte da Costa do Cacau, além de abrigar a maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul, mais de 67 áreas naturais protegidas e uma grande diversidade cultural e de importância histórica.

A transformação do Futuro do Turismo começa agora.

Se você também atua com turismo em nossa região, seja um aliado Futuri!

Saiba mais em: www.futuribrasil.com

Todos pelo turismo regenerativo!

A Futuri é uma iniciativa do programa Turismo+Sustentável (@ci_brasil) e tem apoio do Fundo Abrolhos Terra e Mar, @funbio_brasil, @icmbio e @ihumanize.org_

#futuri #futuribrasil #turismo #turismoregenerativo #turismosustentavel #abrolhosterraemar  #futurodoturismo

FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES

©2023 Transamerica Resort Comandatuba
Todos os direitos reservados